quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Melhor que o Primeiro

“Tropa de Elite 2”(Brasil,2010) consegue um fato raro: é melhor do que o primeiro filme com este nome. E não só porque todos os elementos de realização mostram-se afinados, da direção de José Padilha, passando pelo roteiro enxuto de Bráulio Mantovani, pela edição sufocante de Daniel Rezende, pela fotografia de Lula Carvalho, pelo elenco irrepreensível. O filme é maior porque vai além da formula “policia-versus-bandido”. Denunciando a corrupção na área policial, mostrando até mesmo a venda de armas para os traficantes nos morros cariocas, o roteiro vai fundo na área política e mostra o hoje coronel Nascimento(no outro filme era capitão), soltando cachorros na Assembléia Legislativa (“muitos dos deputados que estão aqui deviam estar na cadeia”), indo à uma CPI gritar contra a politicalha, enfim, tentar impor a lei e a ordem e ao mesmo tempo limpar seu nome de medidas constrangedoras que lhe macularam a farda como a invasão no presídio Bangu I logo no inicio do filme.

Desta vez Padilha apostou no realismo. A gente pensa que está vendo uma reportagem sobre a guerra nas favelas. Tudo funciona nas cenas de ação. E dizem mais do que as imagens mostram. Para cada movimento há uma falcatrua, uma reação a desejos feridos.

O filme termina com um plano aéreo de Brasília. Como diz Nascimento (Wagner Moura excelente até na maquilagem que o envelhece),”a merda cai no ventilador”. E fiquei pensando na estréia em tempo de eleição. Claro que Padilha e Mantovani não mostram siglas. Dizem que há coisas que precisam ser consertadas. E urgente.

Um belo filme. Merece a afluência de publico que está obtendo.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Estive já por aqui e cá estou outra vez. Belo espaço para a "tela grande", para as letras, para o pensamento, para tornarmos mais claros nossos caminhos... Ao mesmo tempo em que te mobilizo para removermos este triste índice de 2 livros/ano por leitor brasileiro (na Argentina são dezoito livros/ano),
    te convido a conhecer meus romances. Em meu blog, três deles estão disponíveis inclusive para serem baixados “de grátis”, em formato PDF.
    Um grande abraço e boa leitura!
    João Bosco Maia

    ResponderExcluir